1. Investidores
  2. Sustentabilidade
  3. Perspectivas orientadas para valor

Perspectivas orientadas para valor nas construções sustentáveis

A atual questão de sustentabilidade se baseia em desdobramentos políticos globais com marcos históricos como o relatório "Limites do Crescimento" do Clube de Roma, em 1972, a Eco-92 no Rio de Janeiro, em 1992, e o Protocolo de Kyoto de 1997 com suas metas climáticas. Estes levaram ao surgimento do desenvolvimento sustentável, de diretrizes ambientais, regulamentos e normas a níveis global, europeu e nacional.

Mais de 80% dos edifícios na Alemanha têm mais de 25 anos e o consumo de energia deles está muito acima do nível exigido pelo EnEV. Os edifícios são responsáveis por 40% das exigências de consumo de energia e de emissões de CO2 associadas, tornando-os um foco das medidas declaradas para se alcançar as metas climáticas. O mercado é determinado por regulamentos legais como o EPBD 2010 e o ENEV 2012 com exigências ainda mais restritas e, a partir de julho de 2013, o Construction Products Regulation (Regulamento de Produtos de Construção) que tem a sustentabilidade como pré-requisito, além de escassez ainda maior de energia e aumentos de preço.

Maior qualidade e normas ambientais

Mais informações

Referências

Construído de forma sustentável com Schüco

Saiba mais